Perdas e Ganhos: Avaliando as consequências

O ponto chave da técnica é descobrir os objetivos do coachee e como eles influenciam em seu estado atual, pessoal e profissional

Perdas e Ganhos

Para se alcançar o resultado esperado durante as sessões de coaching, é preciso escolher as técnicas adequadas para o momento. Deve ser alinhado o estágio do processo de coaching ao estado desejado do coachee.

Essa ferramenta é muito utilizada em sessões nas quais o coachee é colocado à prova, tendo que tomar decisões. Sabemos que mudar de vida é uma tarefa difícil e que exige transparência por parte do indivíduo. Precisamos saber se tal mudança será benéfica ou não para o nosso crescimento e felicidade, e a ferramenta nos ajuda apresentando os possíveis resultados de cada ação.

Aplicando a ferramenta

Para quem já tem uma experiência com a análise swot, pode parecer estar repetindo o processo. Isso acontece pois, as duas ferramentas são bem parecidas, mas seus objetivos bem diferentes. Dentro de um quadro, observações serão colocadas e diferente da swot, que analisa a situação, o processo de perdas e ganhos analisa a consequência de tal mudança.

 É de suma importância que o cliente esteja engajado, pois suas ações dependem dos propósitos apresentados durante as sessões. Definidos, a ferramenta começa a ser utilizada e assim, transformar a mudança em responsabilidade real, ou descartá-la, a fim de eliminar objetivos fora de contexto e abrir espaço para novos e mais valiosos em nossa vida.

Preenchendo os quadrantes

A avaliação da técnica de perdas e ganhos se inicia com o preenchimento de cada quadrante de acordo os propósitos e situação interior do indivíduo. Veja a representação gráfica

O que você ganha se tiver isso? motivadores / prazerO que você perde se tiver isso?sabotadores / dor
O que você ganha se NÃO tiver isso?motivadores / prazerO que você perde se NÃO tiver isso?sabotadores / dor

O que você ganha se tiver isso? – motivadores / prazer

Pontue todos os motivadores que no final resultarão em benefícios para você. Lembrando que é algo que ainda não se tem e pode-se ganhar.

O que você perde se tiver isso? – sabotadores / dor

Avalie quais as possíveis perdas caso determine mudar. Muitas pessoas realizam grandes transformações sem pensar no futuro e acabam carregando o peso de uma decisão mal planejada. Saber definir esses pontos ajudará a decidir se a mudança e viável ou não.

O que você ganha se NÃO tiver isso? – motivadores / prazer

Cuidado neste ponto, pois é comum se confundir. Aqui, aponte as motivações e prazeres que ao ser alcançados, podem interferir na sua evolução. São chamados de sabotadores, por apresentar resistências durante o processo. Podemos considerados o comodismo, que no momento de transformação, nos mostra o quão calma e tranquila está a rotina e mudar, não fará diferença.

O que você perde se NÃO tiver isso? – sabotadores / dor

Considere essa etapa como um estilingue para o êxito. As dores muitas vezes são transformadas em combustível para alcançar planos frustrados. Leve essa perda como motivação para alcançar seus objetivos.

A partir dessas respostas será possível avaliar melhor nosso objetivo e tachá-lo como viável ou não. Vamos entender melhor como funciona:

Comece sua análise com as perdas, segundo quadrante. Responda:

O que posso fazer para minimizar possíveis perdas?

Acompanhe juntamente com as perdas que anotou, verifique como minimizar as perdas sem desistir do seu objetivo. A adaptação de ganhos com o objetivo, reduzindo as possibilidades de perdas te deixarão mais próximo da mudança positiva.

Analise agora os ganhos secundários, que se encontra no terceiro quadro:

Como manter os ganhos e ainda conquistar o desejo ou o propósito? Como continuar tendo os ganhos atuais mesmo sem obter o desejado?

Pense em cada ganho como uma solução positiva, que te permite concluir sua jornada. Assim, os sabotadores se transformarão em motivadores, ajudando-o a alcançar o propósito almejado. Isso permite que as perdas sejam reduzidas.

Agora reflita sobre a coerência de seu objetivo. Levante as seguintes informações:

O objetivo esperado afeta negativamente outras pessoas ou o meio no qual faço parte?

Uma das etapas mais difíceis, é preciso honestidade e transparência. Deixar o egoísmo de lado pode ser uma tarefa árdua e nos afastar do objetivo. O propósito precisa estar de acordo com o ser e com o meio em que vive. Caso esteja em dúvida, se sua decisão influencia ou não no meio, é necessário passar para a última etapa: ajustando o objetivo.

Se respondeu SIM, o que você precisa alterar no seu objetivo para que atinja somente positivamente o meio em que vive?

É importante que o objetivo permita uma remodelagem. Mudanças radicais tendem a ser mais difíceis, principalmente quando envolve as pessoas ao nosso redor. Um dos princípios do coaching é o equilíbrio entre o seu sucesso e o relacionamento com os outros. O sucesso só é conquistado a partir do momento em que ambos – indivíduo e meio em que vive – estão caminhando bem.

Devemos nos lembrar que essa é só mais uma das inúmeras ferramentas do coaching. Cada técnica depende dos objetivos, da etapa do coaching e do estado desejado do coachee. Passar por cima de etapas pode atrapalhar e retardar a conquista do objetivo.

Compartilhe sua experiência com a gente ou mande sua dúvida. Siga-nos também nas redes sociais.

Perdas e Ganhos: Avaliando as consequências
5 (100%) 1 vote

Deixe um comentário